ÚLTIMAS AÇÕES
recent

Santa Maria Acolhe: em novo endereço, Prefeitura estrutura e amplia serviço de acolhimento

Serviço passou a funcionar na Rua Treze de Maio, 35 (Foto: Deise Fachin)

Equipe multiprofissional atua no atendimento aos casos de crise subjetiva relacionadas ao comportamento suicida

Criado em 2013 para atender às vítimas diretas e indiretas do incêndio na Boate Kiss, o serviço Acolhe Saúde foi encerrado no Município e assumiu uma nova configuração, em novo endereço e com novo nome: Santa Maria Acolhe. A continuidade e a ampliação do serviços são compromissos do Governo do prefeito Jorge Pozzobom.
Em novo formato, o serviço acolhe casos de crise subjetiva relacionadas ao comportamento suicida (ideação suicida, plano suicida, tentativas de suicídio). Os atendimentos são voltados para as pessoas, a partir de 12 anos de idade, que acessaram os serviços de Urgência e Emergência do Município (por meio da Unidade de Pronto Atendimento – UPA; dos Pronto Atendimentos do Patronato e da Tancredo Neves) e os serviços da Rede Básica de Saúde e da Rede Intersetorial e que não possuem vinculação com serviço de saúde mental de referência.
A integrante da coordenação da Política de Atenção Psicossocial do Município, Camila Fighera, explica que se trata de um serviço de acolhimento às pessoas com comportamento suicida. Assim, após o acolhimento, é feito o encaminhamento, se necessário, para serviço de Saúde Mental para tratamento especializado e/ou para outros serviços e dispositivos conforme a demanda do caso acolhido
Mesmo ampliando os serviços, o Santa Maria Acolhe permanecerá oferecendo o acompanhamento psicossocial aos casos relacionados à Boate Kiss que ainda demandam cuidado especializado.
O serviço é formado por uma equipe multiprofissional composta por uma assistente social, uma enfermeira, uma psicóloga, um médico e uma recepcionista. O Santa Maria Acolhe está funcionando, desde o início de maio, na Rua Treze de Maio, 35, que é um imóvel do Município, onde não há gastos com aluguel. A sede conta com uma sala da equipe, uma para o setor administrativo, dois banheiros e duas salas de atendimento. A inauguração do novo espaço está prevista para setembro, em data ainda a ser definida.
“Nosso objetivo com esse serviço é que, cada vez mais, se promova o cuidado em território, em detrimento do modelo hospitalocêntrico, tal qual propõe a Reforma Psiquiátrica. O Santa Maria Acolhe será mais um componente a integrar e fortalecer a Rede de Atenção Psicossocial a partir da atuação na articulação e ampliação do cuidado as pessoas em sofrimento psíquico”, destaca a coordenadora da Política de Atenção Psicossocial do Município, Claudia Mello.
Ao longo dos últimos cinco anos, o serviço está sendo custeado pelo Município, mas Claudia explica que o Santa Maria Acolhe foi cadastrado no Ministério da Saúde, com base na portaria 3.588, de 21 de dezembro de 2017, para receber incentivos a fim de manter os atendimentos. O serviço já foi aprovado, mas o incentivo, no valor de R$ 33 mil para implantação de unidades, ainda não foi depositado.
ESPAÇO PARA PROMOÇÃO E PREVENÇÃO
O serviço irá oportunizar um espaço de promoção e prevenção em Saúde Mental relacionado à temática do suicídio; realizará grupos de acolhimento para identificação das demandas de cuidado dos usuários; grupos de escuta de promoção à Saúde Mental e potencialização da vida; oferecerá  Apoio Matricial às equipes da Atenção Básica do Município na temática do suicídio – para auxiliar e fortalecer o cuidado no território; realizará a articulação com a rede setorial e intersetorial e com os recursos do território para a inserção dos casos acolhidos e continuidade do cuidado; realizará encaminhamento aos serviços da Rede de Atenção Psicossocial (Policlínica, CAPS, HUSM, Internação) dos casos que requerem cuidado especializado em saúde mental.
“O diferencial é que, além de continuar o acompanhamento psicossocial aos casos relacionados à Kiss que ainda demandam por cuidado especializado, o novo formato também acolherá casos de crise subjetiva relacionadas ao comportamento suicida. É um serviço que vem fortalecer os dispositivos de prevenção ao suicídio que já existem no Município”, enfatiza a secretária de Saúde do Município, Liliane Mello Duarte.
O serviço funciona na Rua Treze de maio, 35, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h, sendo que na quarta de manhã o período é destinado à reunião de equipe. O telefone é o (55) 3219-2333.

Texto: Mariana Fontana (Mtb 17.770)
Fotos: Deise Fachin
Superintendência de Comunicação
Prefeitura Municipal de Santa Maria

Tecnologia do Blogger.