ÚLTIMAS AÇÕES
recent

Para orientar sobre o AVC, evento abordará o assunto na sexta-feira, na Praça Saldanha Marinho

Evento inicia às 14h e se estende até as 18h na Praça Saldanha Marinho (Foto: João Vilnei)

Atividade reunirá representantes de diferentes instituições para falar sobre os sinais, os sintomas e a prevenção para a doença

   Com a intenção de conscientizar sobre o Acidente Vascular Cerebral (AVC), diferentes instituições de Santa Maria estarão reunidas, na sexta-feira (27), na Praça Saldanha Marinho. A ação multi-institucional ocorre das 14h às 18h, em comemoração ao Dia do AVC (em 29 de outubro) e com a intenção de orientar a população sobre prevenção, sinais e tratamento do AVC.

   De acordo com coordenadora de Urgência e Emergência do Pronto Atendimento (PA) do Patronato, Sandra Hertz, nessa primeira ação, o público que transitar pela praça receberá orientações relativas ao AVC, enfatizando questões como a prevenção, onde e como buscar atendimento, as principais mudanças físicas que ocorrem na pessoa (dificuldade na fala, paralisia no rosto, fraqueza), entre outras ações. Além disso, a população também terá à disposição outras atividades, como aferição da glicose sanguínea, da pressão arterial e a verificação de peso.

  "Essa ação irá reunir muitas instituições, e a Prefeitura Municipal está apoiando esse evento, através da Secretaria de Saúde, devido à importância. Queremos que a população conheça os sinais e sintomas do AVC, devido à alta prevalência dessa doença e a necessidade do tratamento precoce", explica Sandra.

  A atividade irá reunir representantes da Prefeitura (Secretaria de Saúde e PA do Patronato), do Hospital Universitário de Santa Maria (Husm), do Hospital de Caridade, da Unimed, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), além de instituições de ensino da cidade.

O ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL

  O AVC acontece devido a uma alteração na circulação de sangue em uma parte do cérebro. Ele pode ser isquêmico (quando falta sangue) ou hemorrágico (quando derrama sangue). Nestas situações, as células do cérebro podem ser lesionadas ou morrer. Dependendo da parte do cérebro que é afetada e do tempo até o tratamento, os efeitos do AVC nos sobreviventes podem ser devastadores para o corpo, movimento e fala, assim como o modo como a pessoa sente ou pensa o mundo ao redor.

Texto: Mariana Fontana (Mtb 17.770)
Fotos: João Vilnei (Mtb 18.086)

* texto retirado do site santamaria.rs.gov.br*
Tecnologia do Blogger.